Governo só espera dois terços da garantia do BPP

O Governo só espera conseguir recuperar este ano dois terços dos 450 milhões de euros da garantia dada pelo Estado ao empréstimo do sindicato bancário ao Banco Privado Português (BPP), ficando assim mais de 150 milhões por recuperar.

No Orçamento do Estado para 2017, o Governo contava com os 450 milhões de euros de recuperação da garantia dada ao empréstimo de seis bancos portugueses ao BPP em 2008, que entrou em liquidação em 2010.

Essa receita foi inscrita como uma receita one-off, não repetível, no orçamento. No entanto, o valor da estimativa de receita para este ano que será incluída no próximo orçamento não chegará aos 300 milhões de euros.

Apesar de ter estatuto de credor preferencial, o Estado tem enfrentado vários processos na justiça pelos grupos organizados de credores, que tentam recuperar parte do que perderam no banco liderado por João Rendeiro.

Não é claro se o Governo ainda espera receber os restantes 150 milhões de euros durante o próximo ano.

No próximo orçamento, o Governo conta que os efeitos não recorrentes agravem o défice orçamental na ordem dos 350 milhões de euros, mas para já ainda não foi possível apurar o que justifica este agravamento extraordinário.

No total, o défice deverá cair para os 1%, a mesma meta que já prevista pelo Governo no programa de estabilidade, o que significa um agravamento na ordem dos 200 milhões de euros do défice orçamental em valor absoluto.

Nuno André Martins h 9 dias