Kendrick Lamar vence Pulitzer pelo álbum DAMN.

O rapper e compositor norte-americano Kendrick Lamar recebeu um Pulitzer para a música, um prémio que galardoa os melhores projetos na área da composição musical, do jornalismo e da literatura. De acordo com a organização, Kendrick Lamar conquistou o prémio com o álbum "DAMN.", que foi lançado em abril de 2017 e que já arrecadou a maioria dos Grammy para que esteve nomeado.

Esta é a primeira vez que um rapper vence um Pulitzer. Mais do que isso, é uma das raras vezes em que o prémio para esta categoria não é entregue a artistas musicais do jazz ou da música clássica. Kendrick Lamar protagoniza assim uma conquista histórica para a música popular, que nunca recebeu um Pulitzer desde que a cerimónia foi criada em 1943, dando primazia acima de tudo à música clássica. Aliás, esta foi uma noite de estreias para a cerimónia de entrega de prémios, que aconteceu na Universidade de Columbia em Nova Iorque: esta foi a primeira entrega de Pulitzer apresentada por uma mulher negra, Dana Canedy, que sorriu e mostrou alegria ao entregar o galardão a Kendrick Lamar.

https://observador.pt/especiais/ja-ouvimos-damn-deixem-passar-kendrick-o-melhor-rapper-vivo/

De acordo com o júri envolvido na escolha, o Pulitzer foi entregue ao rapper norte-americano por causa do "virtuoso conjunto de canções unidas pela autenticidade vernacular e pelo dinamismo rítmico, que captam a complexidade da vida afro-americana moderna". Este álbum conta com a participação da cantora Rihanna, dos U2 e de James Blake, mas também dos sopros do saxofonista Kamasi Washington. Kendrick Lamar sucede assim a Angel''s Bone, a cantora de ópera que arrecadou o prémio na edição do ano passado.

Marta Leite Ferreira h 10 dias