Cidade holandesa proíbe canábis

A cidade de Haia vai proibir o consumo de canábis no centro da cidade, na estação ferroviária central e nas principais zonas comerciais. Com esta medida, a cidade será a primeira na Holanda a proibir o consumo desta erva. Os panfletos que informam sobre as coimas a pagar por quem não cumprir a nova lei já começaram a ser distribuídos nos estabelecimentos que vendem a substância e em abrigos para quem vive na rua.

A canábis é atualmente vendida em 573 estabelecimentos de 103 dos 380 municípios holandeses, incluindo em Haia. Um porta-voz do presidente da Câmara de Haia disse que a decisão foi encorajada pelas "muitas queixas" de residentes e turistas acerca do forte cheiro da canábis e do barulho causado pelos consumidores. O porta-voz acrescentou ainda que o presidente e a polícia consideraram que "o uso de drogas de leves tem um impacto negativo" para residente e visitantes nas zonas onde agora foi decretada a proibição.

Nas próximas duas semanas a polícia vai apenas avisar as pessoas que forem apanhadas a consumir a erva nos 13 espaços públicos onde, a partir de agora, já não vai ser possível fazê-lo. Depois deste período vão ser aplicadas as coimas que forem definidas.

Observador h 10 dias