Lisboa. Ossadas centenárias descobertas em igreja

Um caixão com ossadas que terão centenas de anos foi descoberto este sábado na Igreja de S. José dos Carpinteiros, na baixa lisboeta, comunicou o Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública (PSP). De acordo com as informações do oficial de dia do comando da PSP na capital, os funcionários de uma empresa de construção civil que estão a intervir na igreja "estavam a proceder a obras quando uma parede, em madeira, quebrou e se descobriu o caixão".

As suas caraterísticas permitiram supor que as ossadas "têm centenas de anos", como referiu o comissário Figueiredo. Ao que o Observador conseguiu apurar, acredita-se que os restos mortais tenham entre 100 a 300 anos, mas neste momento não é possível ter certezas. O caixão, descoberto durante a manhã, foi removido pela PSP a meio da tarde, depois da devida autorização judicial, e transportado para o Instituto Nacional de Medicina Legal, também em Lisboa.

O templo de S. José dos Carpinteiros, na Rua de São José, foi elevado a igreja em 1567, tendo sido reedificado após o terramoto de 1755, obedecendo à arquitetura barroca e pombalina. Foi nesta igreja que foi batizado o poeta Alexandre O''Neill.

Agência Lusa h 5 dias