Putin tem uma neta de Zelensky, Igor Zelensky

Vladimir Putin tem duas filhas, Maria e Katerina, de quem nunca fala publicamente, para que possam ter "vidas normais". Katerina, a mais nova, de 35 anos, tem uma filha nascida em 2017, de quem nunca se ouviu falar. Até agora. A criança é fruto de uma nova relação, que mudou a vida de Katerina depois do divórcio. Depois de se separar de um multimilionário russo, a filha do Presidente russo constituiu uma nova família com o namorado, com quem vive na Alemanha. O nome do genro de Putin? Zelensky, Igor Zelensky. A notícia é avançada por uma investigação conjunta das revistas IStories e Der Spiegel. O bailarino russo não tem qualquer ligação familiar com Volodymyr Zelensky, o Presidente da Ucrânia, país invadido pela Rússia a 24 de fevereiro desde ano.

Sobre a criança sabe-se pouco. As revistas, para protegerem a sua identidade, revelam apenas que o seu patronímico é Igorevna (filha de Igor), tal como o de Katerina é Vladimirovna (filha de Vladimir). O pai, Igor Zelensky, é um dos mais famosos bailarinos russos da atualidade e foi, até há muito pouco tempo, diretor do Ballet Estadual da Baviera (Bayerisches Staatsballett).

A 4 de abril, 40 dias depois de Putin ter ordenado a invasão da Ucrânia, demitiu-se do cargo. O motivo? Precisava de apoiar a família.

https://observador.pt/2022/04/06/quem-sao-as-misteriosas-filhas-de-vladimir-putin-sancionadas-pelos-eua/

"Dirigir uma companhia de ballet exige concentração e autoridade absolutas. No momento, porém, circunstâncias familiares particulares exigem toda a minha atenção e tempo, e é impossível para mim conciliar essas circunstâncias com a administração de uma companhia de ballet", escreveu Igor Zelensky, de 52 anos, na altura.

"Depois de refletir seriamente sobre o assunto, decidi, portanto, renunciar ao cargo de diretor do Bayerisches Staatsballett com efeito a partir de 4 de abril de 2022 e retirar-me de todos os compromissos associados a este cargo. A minha família precisa do meu apoio total." Na altura, a imprensa alemã escrevia que um dos motivos que levavam Zelensky a abandonar o cargo era o facto de se recusar a condenar publicamente a guerra.

Em 2017, perante as câmaras televisivas russas, Vladimir Putin falava sobre os seus netos, depois de ter revelado que os tinha numa das suas entrevistas com o realizador norte-americano Oliver Stone. "Tenho netos. Vivem vidas normais", disse Putin, confirmado que um deles já frequentava a educação pré-escolar e o seu segundo neto tinha nascido muito recentemente. A sua identidade não foi revelada.

Zelensky e Katerina. Como começou o romance?
As revistas revelam poucos pormenores sobre o casal, embora avancem que a informação foi confirmada por quatro fontes diferentes. Durante dois anos, entre 2017 e 2019, Katerina voou de Moscovo para Munique mais de 50 vezes. A 9 de dezembro de 2019, um voo fretado da cidade alemã aterrou no terminal VIP do Aeroporto Internacional Vnukovo, a 28 quilómetros de Moscovo.

A bordo seguiam três funcionários do Serviço de Segurança do Presidente da Rússia, um professor de piano, duas amas, Igor Zelensky, Katerina e a filha de ambos, então com dois anos.

Ainda segundo as revistas, foi em 2019 que Katerina decidiu mudar-se para Munique, existindo um documento oficial, ao qual tiveram acesso, com o título "Mudança para a Alemanha". Nele, explica-se como se deve descrever e avaliar os objetos que vão ser transportados de um país para o outro.

Antiga dançarina acrobática, Katerina Tikhonova licenciou-se em Estudos Asiáticos e é vice-diretora do Instituto de Pesquisa Matemática de Sistemas Complexos da Universidade Estadual de Moscovo. Divorciada, foi casada com o multimilionário Kirill Shamalov. A 14 de março deste ano, já depois do início da guerra com a Ucrânia, o ativista Pierre Afner invadiu a sua  mansão em Biarritz, França, trocou as fechaduras e declarou que a propriedade estava pronta para receber refugiados ucranianos.

Tanto Katerina como a irmã foram alvo de sanções internacionais na sequência da invasão da Ucrânia.

https://observador.pt/2022/04/06/eua-impoe-bloqueio-total-a-bancos-russos-e-sanciona-filhas-de-putin-e-lavrov/

Ana Kotowicz h 1 mês